top of page

Fundamentos da MRF (resumo)

Atualizado: 1 de jul. de 2023

Sobre o adubo regenerativo MRF, madeira rameal fragmentada


1 - Adubação regenerativa solos tropicais: MRF & AV+d & MFL i.


Origem dos métodos


- Ernst Goetsch, agroflorestas, Costa Rica, Amazônia, Bahia - BR.


- Inúmeros outros autores/instituições, pesquisando adubos verdes, alternativas às tradicionais leguminosas, testando espécies como milheto, sorgo, milho-verde, girassol, centeio e muitas outras.


- Manfred v. Osterroht, utilizando-se de bananeiras na adubação de tomate orgânico/regenerativo, cultivado em estufas com solo salinizado.


▪ adubos verdes comuns : reforço químico em N, P e Ca+Mg.


Toda paisagem pode fornecer a matéria prima para este adubo valioso, a MRF =


MRF, exóticas, produtivas e bem-adaptadas. Não existe contraindicação para adubação com MRF. A fertilidade gerada é plena e sustentável. Trata-se de um adubo capaz de resistir às intempéries do trópico e apto a gerar fertilidade plena .


Sobre AV+d


Por que razão o simples adubo verde já não basta, para que enfatizar a opção pelos «mais duráveis» ? Por que em clima tropical a biomassa das leguminosas desaparece rápido demais, deixando de cumprir a importante função de cobertura/proteção eficiente.


▪ Stand de árvores adubadoras: até 500 / ha.


Lignina é o «tijolinho» que compõem a madeira. Não fosse a lignina, não haveria madeira para sustentar o porte e a arquitetura das árvores.


Madeira rameal = «madeira verde» = Lignina jovem


- porções maiores de açúcares, amido, aminoácidos e minerais ... idem!


Conclusão: madeira de tronco, mesmo se for fragmenta, não se presta como adubo!! Apenas a MRF é adubo.

E por isso tudo que a madeira rameal, ainda mais se for fragmentada, está apta a ser micro-compostada no solo.


A micro-compostagem de lignina no solo tropical


Diferente do que ocorre com folhas e raízes de plantas herbáceas, a compostagem de fragmentos de lignina jovem passa por um processo de compostagem lenta e gradual, muito mais durável e eficiente em clima tropical.


Isto faz surgir uma dinâmica de real acúmulo de húmus no solo, fazendo seu teor saltar em até 100% sobre a média regional e seguramente 60% sobre a média de solos sob manejo orgânico.


Recomenda-se uma alternância nos modos de aplicação


- como cobertura morta, aumenta efeito protetor e diminui o efeito adubo.

- misturado ao solo, é o inverso: aumenta efeito adubo e diminui a proteção.


Fertilidade plena e duradoura


✓ Ativa também os processos químicos: fixação livre de nitrogênio, disponibilização de P pela ciclagem orgânica, retenção de sódio e potássio, mobilização adequada de micronutrientes e nutrientes úteis, quelatização de Mn, Al e muitos outros.


✓ Desta forma, o incremento da CRA faz uma grande diferença quando estia.

✓ E no caso de haver irrigação, dilata-se o turno de rega, baixando custos.


Caso algum link não permitir acesso direto, sempre é possível copiar e colar na barra de busca.



Artigo completo:

fundamentos da mrf
.pdf
Download PDF • 305KB






84 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page